Diário de Gravidez – Segunda gestação

 

 

Oi minha gente querida,

Vim deixar aqui reunido neste post os vídeos de Diário de Gravidez. Nesta segunda gestação eu resolvi fazer menos vídeos, ou seja, reunir mais semanas para compartilhar com vocês os sintomas, sentimentos, etc. Mas se você quiser um Diário de Gravidez bem detalhadinho, semana a semana, pode conferir os vídeos que fiz da gestação da Rafaella, ou seja, minha primeira gravidez. Basta clicar aqui: Diário de Gravidez – Semana a Semana

 

 

 

Está sendo incrível reviver esta experiência mágica que é gerar uma vida. Para continuar acompanhando, inscreva-se no canal: CANAL NO YOUTUBE – ÉRAMOS DOIS

BjoBjoooooooooooo

Como é um pré-natal?

Oi minha gente querida,

Estava aqui lembrando que quando ser mãe era apenas um sonho para mim, eu ficava curiosa querendo saber como era um pré-natal. O que era feito nas consultas, como eram os exames, se eram constrangedores, etc… Então acredito que esta também seja uma curiosidade de toda tentante, né? Por isso eu resolvi fazer este post, que diz as coisas que mais me marcaram durante o pré-natal da Rafaella.

Antes de começar… O que é um pré-natal? É o acompanhamento médico da evolução da gestação. É composto por avaliações clínicas e exames de imagens e laboratoriais, para garantir um adequado comportamento e cuidado por parte da mãe e o bom desenvolvimento do feto. (Eu mesma fiz este conceito, kkkk)

Bom, a primeira coisa que você precisa fazer quando descobre a gravidez é procurar um obstetra. É importantíssimo, desde a primeira consulta, que você deixe claro para o obstetra escolhido o que você espera da sua gestação, principalmente no que diz respeito ao tipo de parto (normal, natural – em casa ou em hospital – ou cesarea. Vide Resolução Normativa nº 368 da ANS para informações sobre o direito de acesso à informação acerca do cenário brasileiro de partos). Acontece muito da gestante ser acompanhada por um obstetra e nas últimas semanas “descobrir” que o obstetra não faz parto normal (e esse é o seu desejo). Aí lá vai a gravidinha procurar outro obstetra para acompanhar seu parto. Então desde a primeira consulta deixe claro o que você espera.

A primeira consulta

Em sua primeira consulta, o médico irá te passar uma lista de exames laboratoriais para realizar. Para saber quais exames são estes, clique aqui. Ele também irá te orientar a respeito de remédios que você pode tomar e em quais situações (enjôos, dor de cabeça, etc). Você não pode tomar qualquer remédio, então esquece aquela história de usar a sua farmacinha rotineira. Ele irá te orientar a tomar ácido fólico (se você está tentando engravidar já precisa começar a tomar. Como eu fiz um pré-gestacional completo eu já estava tomando e continuei até completar o primeiro trimestre de gestação). A partir do segundo trimestre ele irá de passar um complexo de vitaminas e minerais. O que eu tomei foi o Materna (mas também tomei outro que trouxe dos EUA).

IMG_3787[1]
Ácido Fólico
IMG_3785[1]
Complexo Vitamínico

 Ele também irá te pesar, medir sua pressão arterial e te dar um cartãozinho, o Cartão da Gestante. É por meio dele que vocês acompanharão a evolução da gestação, então você deve levar este cartão em todas as consultas e para todo lugar que você for, para o caso de alguma emergência. Ele também irá calcular com você qual a semana gestacional você está (se você souber exatamente a data do primeiro dia da sua última menstrução). De qualquer forma, ele irá te passar a primeira ultrassom transvaginal, que também te dará seu período gestacional baseado na evolução do embrião.

Cartão da Gestante
Cartão da Gestante

Periodicidade

As consultas de pré-natal acontecem mensalmente até a 35ª semana. Depois disso, passam a ser semanais. Um pré-natal com 9 consultas é considerado bom. Eu fiz 12 consultas, pois descobri minha gravidez bem no início, com 5 semanas.

Rotina das Consultas

Todas as suas consultas serão praticamente iguais:

– Peso. Sim, o médico irá te pesar a cada consulta. O adequado é você engordar entre 9 kg e 12 kg ao longo da gravidez, sendo que no último trimestre o peso aumenta mais rapidamente;

– Medida uterina. Deitada na maca, o médico vai medir, com uma fita métrica verticalmente, da parte superior do osso púbico até o topo do útero. Para saber onde está o topo do útero, ele vai apalpar sua barriga. Essa medida, em cm, deve ser aproximada ao período gestacional que você está, podendo variar 2 cm para mais ou para menos);

– Medir a pressão arterial;

– Ouvir o coração do bebê.

Basicamente é isso que acontece em toda consulta. As exceções surgirão caso a caso, este é o procedimento para consultas de gestações sem risco.

O obstetra não vai fazer exame clínico em sua vagina em toda consulta pré-natal, rs, exceto quando estiver no período de fazer alguns exames específicos ou se você se queixar de algo que considere anormal.

Principais Exames

Alguns exames têm período específico para serem realizados, por conta da evolução do bebê. O bebê evolui muito rapidamente, por isso a gestação é contada por semanas e não por meses, pois a cada semana algo novo em seu desenvolvimento acontece.

Dica: procure clínicas onde você pode levar um DVD para gravar o exame de imagem. É muito emocionante você ter todas os ultrassons em casa e poder reviver sua gestação por meio delas. 🙂

Os principais exames são:

– O primeiro ultrassom é transvaginal, feito assim que a gravidez é descoberta. Como eu descobri a gravidez muito cedo (com 5 semanas), os três primeiros ultrassons foram transvaginais, pois era a melhor forma de ver o embrião. A gente fica preocupada, com medo do exame “cutucar” o embrião ou provocar um aborto, haha, mas fique tranquila, é totalmente seguro! Serve para identificar o saco gestacional, o embrião em si, ouvir o batimento cardíaco do bebê, identificar o período gestacional, identificar se é uma gestação gemelar, se é uma gestação tópica… enfim, serve para fazer uma análise geral.

IMG_3792[1]
O primeiro e mais emocionante ultrassom

– Entre a 11ª e 14ª semanas você vai fazer o ultrassom morfológico do primeiro trimestre. Ele é feito com gel e aparelho (transdutor) deslizando na barriga. Ele serve basicamente para ver duas coisas: translucência nucal (um líquido na nuca do bebê que pode indicar má formação) e osso nasal (a ausência do osso nasal pode indicar alterações genéticas e propensão a doenças como Síndrome de Down). Em todos os ultrassons é analisado o líquido aminiótico, o grau em que a placenta se encontra, o peso do feto, medida da cabeça e do fêmur, para ver se ele está com as medidas normais para o período gestacional, etc.

Primeira Morfológica
Primeira Morfológica

– Entre a 20ª e 24ª semanas você vai fazer o segundo ultrassom morfológico. Nele serão observados se os órgãos e membros do bebê estão sendo bem formados ou se há alguma má formação.

Segunda Morfológica
Segunda Morfológica

– Entre 24 e 28 semanas você vai fazer um exame de Curva Glicêmica. Ele é feito em laboratório. Após jejum de 8 horas, você vai ao laboratório e eles tiram o primeiro tubinho de sangue. Aí você toma um “suco” bem doce (dizem que é horrível mas não é, fique tranquila. Parece um TANG de limão bem doce. Eu achei foi bom já que estava de jejum, morrendo de fome! rs) e após uma hora colhem o segundo tubinho de sangue. Depois de mais uma hora eles colhem o terceiro tubinho de sangue e você está liberada. Ou seja, você precisa ter disponível duas horas do seu dia para este exame. Ele serve para ver sua insulina e se você tem propensão a diabetes gestacional.

– Com 31 ou 32 semanas outro ultrassom será realizado para saber como o bebê está posicionado e se está desenvolvendo normalmente. O médico pede também um ultrassom com dopplerfluxometria, que serve para verificar o fluxo sanguíneo no corpo do bebê.

IMG_3797[1]
Ecodoppler

– Com 35 ou 36 semanas mais ou menos, o médico irá coletar, provavelmente no próprio consultório, amostra da flora vaginal e ânus para fazer um exame de Spectrococcus B, que é uma bactéria que pode causar morte em bebês prematuros (caso tenham contato com a bactéria no momento do nascimento) ou doenças como pneumonia, meningite, etc. Mesmo tendo a Rafaella por meio de cesárea, eu tive que fazer este exame.

IMG_3795[1]
Spectrococcus B

– Exame de Toque: a partir de 35 semanas, as consultas passam a ser semanais. É comum o médico começar a fazer o Exame do Toque para ver se o colo do útero está fechado ou está dilatando. Eu só fiz exame de toque uma vez, na última consulta do pré-natal, com 38 semanas. É incômodo mas nada de outro mundo.

Bom gente, acho que é isso! Espero que as tentantes possam ter matado a curiosidade de como é um pré-natal! Lembrando que este é um pré-natal para uma gravidez sem risco e saudável. Qualquer dúvida a mais que tenham, podem deixar aqui nos comentários que eu respondo vocês!!!

BjoBjoooooooooooooooooooo